Cultura Organizacional é muito mais do que um espaço moderninho

Muitas pessoas confundem cultura organizacional com clima de descontração ou mesmo com espaços lúdicos na empresa.
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES

Cultura organizacional  é muito mais do que um espaço moderninho ou o investimento em infraestrutura confortável. Cultura é o centro de gravidade das empresas que as fazem funcionar, sejam elas de qualquer porte ou de qualquer segmento econômico.

“Cultura organizacional não é um ambiente de trabalho que segue as tendências do momento ou um passe-livre para frequentar academias. Cultura empresarial é o sentimento que você tem tanto do lado de dentro quanto do lado de fora da empresa.” É com essa diferenciação muito precisa que Michael Lazarski inicia seu artigo sobre cultura organizacional . O autor aponta que, apesar de ela poder ser sentida na forma como as pessoas interagem no trabalho, basta visitar o ambiente e ver em seus rostos se elas estão satisfeitas com o que a companhia oferece aos seus colaboradores.

Cadastre-se e fique por dentro de nossas novidades!

Receba conteúdos exclusivos desenvolvidos pelo nosso time e focados no seu desenvolvimento.

A cultura empresarial se inicia no exato momento em que uma organização é fundada. Ela é, na verdade, uma soma do que o mercado demanda de uma companhia do setor em que opera – todos as seguradoras, por exemplo, precisam ser seguras e estáveis –, com o que seus fundadores levam de visão e valores para sua criação. E, deste momento em diante, a empresa incorpora as práticas usadas para vencer cada novo obstáculo e desafio em sua cultura. São esses conhecimentos que devem ser vistos e passados aos membros mais novos, responsáveis por continuar engrandecendo a cultura.

Lazarski aponta que, nesse momento, a cultura organizacional é como uma casa. Depois de construída, feita a fundação, todas as novas mudanças devem olhar por esse prisma. Você começa decorando-a, mas, após um tempo, percebe que pendurar quadros ou mudar o sofá de posição não é o bastante. Você precisa de um novo quarto ou um segundo andar. Embora esses novos aspectos nunca sejam tão impactantes quanto os primeiros, que construíram a base da casa, é de suma importância que sejam incorporados com a aceitação de todos os residentes. Ainda que eles sejam cruciais para uma parte menor do que o todo.


ConQuist-Cultura-Organizacional

Antes de tudo, é importante entender onde sua companhia se encontra em relação à cultura da empresa. Existem alguns sintomas que apontam para uma cultura que esteja atrapalhando seus colaboradores: falta de comunicação interna, tirando o caráter social de seres humanos que querem ajudar e serem ajudados; competição em excesso, quando os demais colaboradores são vistos como rivais; maus exemplos de gerência, hábitos que são passados indiretamente aos subordinados mesmo que pregue-se exatamente o contrário da ação; falta de seriedade ao lidar com problemas alheios, desmoralizando e desmotivando os funcionários.

Se você identificar um ou vários desses problemas listados, está mais do que na hora de trabalhar na sua cultura organizacional. Pergunte-se: é possível identificar os valores centrais da organização? Essas não devem ser meras palavras genéricas expostas em todos os lugares, mas termos utilizados naturalmente pelas pessoas ao descreverem o que o lugar onde trabalham traz para o mundo.

Embora cada empresa tenha suas particularidades e necessidades diferentes ao constatar esses valores ou construir sua cultura, não é difícil apontar práticas que necessariamente devam atravessar todas elas.

A base de tudo deve ser a comunicação: livre, sem uma supervisão ameaçadora, despojada e incentivada.

Antes de encerrar o artigo, Lazarski nos oferece 3 passos iniciais para começar a mudar a cultura  organizacional a partir dessa identificação prévia ditada anteriormente. Confira na tabela a seguir:

Figura: 3 passos iniciais para melhorar sua cultura organizacional
Fonte: Criação própria, baseada em Company culture is more important than a fancy office space (LAZARSKI, 2019)

Se você deseja conhecer o texto original que serviu de fonte de inspiração para nosso artigo publicado no Lab de Inovação ConQuist, veja a bibliografia clicando aqui.

Um grande abraço e lembre-se de conhecer mais artigos como esse na ConQuist Labs

Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Recomendado para você